Atendimento ao Cliente: (11) 4035-0659 | (11) 99215-3935
contato@bragancapocos.com.br
 
  • Email: contato@bragancapocos.com.br
  • Atendimento ao Cliente: (11) 4035-0659 | (11) 99215-3935

Serviços

Poços Artesianos

Poços artesianos são obras de engenharia fundadas em estudos geológicos para a captação de águas subterrâneas através da perfuração de sedimentos e rochas que, quando cristalinas, concentram reservas em suas fendas. Os tipos de poços variam conforme a tecnologia empregada, os métodos de proteção ao meio ambiente e de segurança, e o sistema de operação.

Poço artesiano, a água jorra naturalmente, por diferença de pressão com a superfície se a necessidade de uma bomba para extraí-la também conhecido como poço jorrante ou surgente.Encontrar um poço artesiano (jorrante) depende exclusivamente da região e condição geológica e não da capacidade técnica e equipamentos empregados na perfuração.

Poço semi-artesiano, onde a linha de pressão da água esta no mesmo nível do solo ou abaixo, água permanece dentro do poço a água não jorra espontaneamente e tem de ser bombeada para a superfície através de bomba submersa. A grande maioria dos poços construídos e existente é deste tipo embora chamados de poço artesiano

De acordo com o método de perfuração empregado, as categorias de poços se distinguem entre eles são:

Perfurados pelo sistema rotativo (um fluido estabilizador evita desmoronamento e erosão das paredes do poço)O poço recebe filtros posicionados nas zonas permeáveis (arenitos) para captação da água da formação sedimentar.

São os poços perfurados em rochas duras (granitos, gnaisses, basaltos etc.), feitos pelo sistema rotopneumatico (o fluido é uma mistura de ar comprimido com água e detergente neutro), a captação de água é através de fraturas e fendas por onde flui água.Para chegar a rocha e necessário atravessar o sedimento que é isolado para impedir infiltrações e eventuais contaminações.

Os poços são construídos de acordo para captar água nas duas formações sedimentar e rochosa. A parte sedimentar recebe filtros nas zonas permeáveis para captação de água.

Não é um poço tubular profundo. Cavado manualmente capta e armazena a água do lençol freático, que é a camada permeável mais superficial do solo por onde penetra a água de chuva. Por isto o nível de água varia conforme o volume de chuva. Atende a importantes necessidades de abastecimento quando não há alternativa, mas tem restrições sanitárias que limitam seu uso devido a contaminações do lençol freático por coliformes fecais, agentes químicos e outras toxinas permeáveis.

Manutenção de Poços

Seu poço não pode parar! Poço Tubular é uma obra de engenharia e necessita manutenção.

A Bragança Poços Artesianos possui departamento especializado em manutenção preventiva e corretiva de poços tubulares.

A Bragança Poços Artesianos possui um departamento técnico especializado em manutenção de poços tubulares, focado no atendimento das mais variadas necessidades. Através da visita de um técnico nosso pode ser feita a verificação geral do funcionamento do poço, resultando na correção de pequenos problemas no quadro elétrico, regulagem de vazão, medição de níveis ou no diagnóstico inicial para uma manutenção corretiva. Dentre esses serviços estão:

  • Avaliação das condições em que se encontra o poço;
  • Serviços de Perfilagem óptica no interior do poço;
  • Inspeções dos equipamentos e componentes elétricos;
  • Retirada, conserto e reinstalação de bombas submersas;
  • Conserto de quadros de comandos;
  • Limpeza química e mecânica;
  • Recuperação de poços;

Em caso de necessidade, entre em contato com o nosso Departamento de Assistência técnica, mesmo que o seu poço não tenha sido perfurado pela Bragança Poços Artesianos – teremos prazer em atendê-lo. Contacte-nos pelo telefone: 11 4035-4009.

  • Bomba não liga: Problemas na rede elétrica, no quadro de comando ou na bomba submersa.
  • Turbidez: Problemas no poço ou na qualidade da água.
  • Perda de Vazão: Problemas na rede hidráulica, na bomba submersa, no poço ou aquífero.
  • Retirada e instalação de bomba submersa;
  • Instalação bomba reserva;
  • Conserto e substituição de equipamentos;
  • Limpeza química com produtos adequados;
  • Limpeza mecânica com máquina especializada;
  • Reabilitação e operação otimizada de poços;
  • São ações realizadas no poço tubular profundo, após algum tipo de ocorrência que tenha paralisado sua operação.
  • Os principais procedimentos de Manutenção Corretiva são:
  • Substituição do conjunto moto-bomba submersível danificado;
  • Substituição de componentes elétricos do Quadro de Comando (fusíveis e relés);
  • Pescaria da tubulação adutora, cabos elétricos e da bomba;
  • Reencamisamento de poços;
  • Recuperação da capacidade produtora do poço , através da realização de serviços especiais para cada tipo de situação, tais como tratamento químico e desenvolvimento mecânico e dentre outras;
  • Verificação dos componentes elétricos do equipamento de bombeamento;
  • Ensaio de vazão com avaliação dos parâmetros hidráulicos;
  • Análise físico-química e bacteriológica da água;
  • Verificação através das perdas de cargas ocorridas em ensaios escalonados;
  • Perfilagem ótica – Verificação do interior do poço através da visualização interna com equipamento específico dotado de câmara de vídeo.

Regularização de Poços

– Estudos hidrogeológicos e geofísicos para perfuração de poços;

– Licença de Execução: documento expedido pelo DAEE, que autorizada previamente à perfuração do poço artesiano;

– Autorização de Implantação de Empreendimento: documento expedido pelo DAEE, que autoriza a implantação de obras de captação ou interferência junto aos recursos hídricos superficiais e subterrâneos;

– Outorga de Direito de Uso: documento expedido pelo DAEE, que autoriza através de Portaria publicação do Diário Oficial a captação ou interferência junto aos recursos hídricos superficiais ou subterrâneos;

– Parecer Técnico Florestal: documento expedido pela CETESB, que autoriza a intervenção de qualquer tipo de obra, desde que necessária, junto às áreas de APP (Área de Preservação Permanente);

– Parecer Técnico Ambiental: documento expedido pela CETESB, para embasar o DAEE e a Vigilância Sanitária, na expedição de qualquer autorização para poços novos ou que já estejam instalados em local onde no raio de até 500 metros exista alguma área declarada contaminada pela CETESB;