Atendimento ao Cliente: (11) 4035-0659 | <img src="http://bragancapocos.com.br/wp-content/uploads/2018/07/whatsapp.png" alt="WhatsApp" width="20px"> (11) 99215-3935
contato@bragancapocos.com.br
 
  • Email: contato@bragancapocos.com.br
  • Atendimento ao Cliente: (11) 4035-0659 | WhatsApp (11) 99215-3935

tipos de poços

Home » Sem categoria » tipos de poços

O poço artesiano

Esse tipo de poço permite que a água flua de maneira natural do solo. Sendo assim, não há a necessidade da utilização de máquinas especiais para bombeamento.

É adequado que esse tipo de poço seja cavado em profundidades que ultrapassem os 40 metros, pois com isso contribui melhor para que a água possa fluir.

Caso sejam perfurados de maneira adequada e por profissionais capacitados, os poços artesianos são capazes de fornecer água de qualidade.

Por isso, é importante analisar bem as condições e a profundidade desse local, evitando que ocorram possíveis transtornos.

É interessante mencionar também que esse tipo de poço é usado há séculos pela humanidade. Há relatos históricos que eles já eram utilizados na China medieval, bem como entre as cidades gregas da antiguidade.

Os poços artesiano devem passar por frequentes vistorias. Dessa forma se evita prejuízos ambientais e até mesmo estruturais. O ideal é que tais análises sejam realizadas anualmente ou, no máximo, dois anos.

Os poços semi-artesianos

Diferentes dos poços artesianos, eles precisam da ação de um equipamento para efetuar o bombeamento para que a água possa ser retirada. Esse equipamento é a bomba submersa.

O principal objetivo dessa bomba é pressionar e bombear a água.

A escolha ideal da bomba vai depender basicamente da profundidade da sua instalação e da vazão desejada. Por isso, é essencial que a supervisão desse serviço seja efetuada por um profissional habilitado.

Em um poço semi-artesiano, que não apresenta uma grande profundidade, é possível a utilização das chamadas bombas centrífugas e injetoras.

Caso seja bem construído, o poço semi-artesiano não necessita de grandes manutenções. Porém, ainda assim, a realização da manutenção preventiva demonstra ser um recurso relevante.

Essa manutenção de caráter preventivo deve ser realizada anualmente ou no máximo em dois anos. Ela é realizada por meio de uma vistoria da bomba, dos tubos e cabos que envolvem o mecanismo.

Vale lembrar que existe uma diferença entre o poço semi-artesiano e as chamadas cisternas. São elas:

Poço semi-artesiano
Apresenta água de melhor qualidade, porém com um custo maior de produção e manutenção, já que conta com equipamento especial para ser construído e bombas adequadas para o bombeamento.

Cisterna
Ela tem a capacidade de captar a água que está localizada mais próxima da superfície. Por essa razão apresenta custos menores.

Por outro lado, nem sempre apresenta uma água com a qualidade necessária.

O poço freático ou caipira

Esse tipo de poço é popularmente conhecido como “poço caipira”. Em algumas regiões também pode ser chamado de “cacimba”.
O termo “freático” vem do fato de que ele tem o objetivo de retirar a água do lençol freático.
O lençol freático é a reserva de água mais próxima da superfície, então o “poço caipira” é mais raso. Eles são de grande auxílio em regiões rurais e áreas de acesso limitado.

Conclusão
Seja ele poço artesiano, poço semi-artesiano ou a popular caipira, o fato é que o poço é importante para a vida diária, principalmente em áreas rurais.

Portanto, saber como é a perfuração, o processo de manutenção, e os tipos de bombas utilizadas são detalhes importantes para a realização segura de qualquer obra de natureza hídrica.

WhatsApp chat